Ordinary Love e Nemvemquenãotem, dobradinha do Doce Vale no GP Onze de Julho - G2 Gávea

Foto Sylvio Rondinelli

Atropelando forte pelo meio de raia, Ordinary Love encabeçou a dobrada do Haras Doce Vale – Nemvemquenãotem foi a segunda – no Grande Prêmio Onze de Julho - G2. Terceira prova de Grupo deste domingo, 8 de julho, a carreira reuniu éguas de 4 anos e mais foi realizada em 2.000 metros, pista de grama leve.

Em partida algo demorada, Freeway Speed forçou a saída, quando a largada valeu, Tapera e Karol King saíram brigando pelo primeiro posto. Freeway Speed, Gyoza, Silence Is Gold, Querida Niquita, Ordinary Love, Nemvemquenãotem, Future Queen, Etrusca, Feminine, Pateo do Batel e Per-Piacere vinham na sequência. Em ritmo aceso, Tapera e Karol King lutavam pelam ponta com Frewway Speed e Gyoza logo a seguir. A ganhadora, Ordinary Love, vinha no meio do pelotão, buscando posição para uma reta limpa e sem atropelos.

No momento da decisão, Tapera seguia mandando no páreo e ninguém descontava muita coisa. Nos 450 metros finais Feminine atirou-se na cerca (Muriel Silva Machado nada sofreu de mais grave). Ordinary Love começou a embalar pelo meio de raia, mas ainda vinha longe. Nãovemquenãotem progredia por dentro. Embalada, na tocada segura de Wesley da Silva Cardoso, Ordinary Love passou uma a uma de suas rivais para ser a primeira no espelho, em triunfo empolgante. Formando a dobrada, Nãovemquenãotem ficou com o segundo posto. Future Queen, Silence Is Gold e Per-Piacere fecharam o marcador remunerado.

Treinada no CT Vale do Itajara pelo campeoníssimo Venâncio Nahid (assim como Nemvemquenãotem), Ordinary Love é uma 4 anos, filha de Ay Caramba e Buy Me Love, por Jules de criação e propriedade do Haras Doce Vale. Na sua segunda vitória, a primeira nobre, em oito saídas, Ordinary Love cobriu os dois quilômetros em 2min02s.

Transcrito JCB/Fernando Lopes

Entre em contatoEstamos esperando sua mensagem!