Atropelada irresistível de Olympic Imola no GP Roger Guedon - G3 Gávea

Foto Sylvio Rondinelli

Olympic Imola atropelou forte para vencer o GP Roger Guedon - G3, trial para o GP Henrique Possolo - G1 com direção maiúscula de Waldomiro Blandi e apresentação sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés).

A carreira, uma justa homenagem do JCB a um grande criador, proprietário e turfista, fundador do Haras Chantecler, que utilizava a farda hoje do Haras Doce Vale, foi realizada em 1.600 metros, pista de grama leve, e uma das atrações da reunião do domingo, 20 de janeiro, no Hipódromo da Gávea.

Após a largada, em que todas pularam juntas, a ganhadora, Olympic Imola sobrou para último, dois corpos atrás de Naomi Campbell, a penúltima. Ladina saiu na frente, mas não fez questão de ditar o ritmo quando Olympic India surgiu com pressa. Mendieta adiantou o train de carreira. Gana Forte corria próxima às ponteiras. Ladina, por dentro, era a quarta colocada. Naomi Campbell, acelerando aberta, Lisboeta, Get Shorty, Hamanna, Perigoosa e Olympic Imola vinham a seguir. Na grande curva, Gana Forte progredia, mas as duas primeiras colocações ainda eram de Mendieta e Olympic India. Olympic Imola ainda fechava o pelotão.

Em plena reta final, Gana Forte apresentou-se rapidamente e dominou a ponteira Olympic India, que dava por encerrada sua missão. Platine, Lisboeta, Naomi Broadway também davam fila de brigar pelo triunfo. Totalmente sem passagem, Ladina ia para fora e para dentro e nunca encontrou o caminho livre para o seu tropel. Ao contrário de Olympic Imola, que embalou forte, passou entre Naomi Broadway e Platine para começar a caça à ponteira Gana Forte. Na tocada de Waldomiro Blandi, a alazã engrenou e conseguiu livrar meio corpo no espelho sobre Gana Forte, que formou a dupla em bela performance. Aberta, Lisboeta finalizou em terceiro, com Naomi Broadway e Platine no complemento do marcador.

Preparada no CT Verde e Preto, Olympic Imola é uma 3 anos, filha de Drosselmeyer e Furia Olimpica, por Astor Place, de criação e propriedade do Haras Regina, de Sérgio Coutinho Nogueira. Na sua segunda vitória, a primeira nobre, em três saídas, Olympic Imola carimbou seu passaporte para a abertura da Tríplice Coroa, em 20 de fevereiro, parando os cronômetros em 1min34s18.

Fernando Lopes/JCB

Entre em contatoEstamos esperando sua mensagem!