Em grande estilo, Happy Bryan (Wired Bryan) confirma favoritismo na PE No Regrets Gávea

Foto Sylvio Rondinelli

Sem levar uma chicotada ou ser exigida por seu piloto, Happy Bryan confirmou a ótima estreia e manteve-se invicta com o fácil êxito na Prova Especial No Regrets. O páreo, uma celebração do Jockey Club Brasileiro à sua 5ª Tríplice Coroada e atração maior da jornada do sábado, 2 de fevereiro, foi realizado em 1.000 metros, pista de grama leve, com nove metros de cerca móvel.

Com Que Bacana dando algum trabalho para alinhar, partida boa para as cinco potrancas de 2 anos. Pelas balizas de fora, as já corridas e mais apostadas, Happy Bryan e Menina Veneno saíram mandando no páreo, com Que Bacana, Clandestina Power e Miami Beach na sequência. Pouco antes da reta final, já dava para perceber que Happy Bryan vinha muito mais fácil que suas adversárias, já procuradas por seus pilotos.

Na hora da decisão, com Vagner Borges olhando para trás a todo instante, Happy Bryan mostrava o caminho às rivais. Tocada por Bruno Queiroz, Menina Veneno, em vão, tentava aproximar-se da poderosa rival. Miami Beach progredia pela cerca interna. Nem Que Bacana ou Clandestina Power mostravam forças para vir brigar com as primeiras, perdendo terreno. Fácil, de galope, Happy Bryan abriu vantagem chegando ao espelho com 5 ½ corpos de vantagem para Menina Veneno, a segunda colocada. Miami Beach, faixa de Menina Veneno, ficou com o terceiro posto. Que Bacana e Clandestina Power chegaram a seguir.

Dirigida com segurança por Vagner Borges e trazida em grande forma do CT Vale da Boa Esperança por Ronaldo Marins Lima, Happy Bryan é uma 2 anos, filha de Wired Bryan e Sexy Italian, por Dodge, criada pelo Haras Anderson e defensora do Stud Pedudu. Invicta através de duas apresentações, Happy Bryan, sem forçar, parou os cronômetros em 56s05.

Fernando Lopes/JCB

Entre em contatoEstamos esperando sua mensagem!